sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Era uma vez # 3

Era uma vez uma princesa, mais princesa que as princesas e da qual já vos falei...

Que tem uma personalidade muito forte, isso eu já sabia, mas agora começo a aperceber-me que ali existem traços, gostos, expressões, comportamentos que são sem sombra de dúvida o reflexo da mamã e do papá...
Sabia que os bebés absorvem tudo, mas assim de uma forma tão evidente?!?!
É demais...

Eu considero-me bastante feminina, adoro estar aprumadinha, ter as unhas impecavelmente arranjadas (mesmo que nem sempre seja possível), e não dispenso uma maquilhagem, por muito soft que seja! Gosto de me vestir bem e de me sentir bem comigo mesma. É certo que, não acho uma perda de tempo passar algumas horas no cabeleireiro e gosto de dar um passeinho pelo shopping, de vez em quando, para ficar a par das novidades!

E não é que o Pirralhinho mais doce já tem gostos bem marcados?!... Adora vestir saias e vestidos (às vezes até chega ao modo birra por não vestir o que quer), no cabelo, sempre que possível gosta de ter um gancho ou dois totós e agora, desde que lhe fui cortar o cabelo pela primeira vez (e que lhe ofereceram uma unha pintada de cor de rosa com brilhantes e uma trancinha no cabelo), não pára de pedir para pintar unha e de lembrar que quer ir à cabeleireira fazer uma trancinha! E se, por acaso, me vir a colocar creme no rosto ou a maquilhar-me, não perde a oportunidade de dizer "Põe na Maía, mamã!" (tradução: Põe na Maria, mamã) Geralmente cedo e acabo por lhe pintar os lábios com batom do cieiro, e no final, não pensem que tenho de lhe lembrar que deve esfregar um lábio no outro para espalhar melhor o dito cujo. E a paixoneta que tem por colares, pulseiras e relógios... Sem comentários... Não pára de repetir "Tia, tia e põe na Maía" (tradução: "Tira, tira e põe na Maria")

E o mais engraçado disto tudo, é que está na fase de reparar no que a mamã tem vestido ou calçado e, se por acaso, tem qualquer pecinha que se assemelhe diz logo "Iguauzinho, mesmo iguauzinho ao da Maía"! (tradução: Igualzinho, mesmo igualzinho ao da Maria), e abre um sorriso de orelha a orelha, como quem diz, já sou crescida e tenho coisinhas iguais às da minha mamã!
 
Como é possível que um ser ainda tão bebé já seja assim tão mágico?!
Uma verdadeira P-R-I-N-C-E-S-A! So in love....

Sem comentários:

Enviar um comentário