sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Black Days

Há alguns dias sem dar notícias... e não pelos melhores motivos....

No nosso dia a dia temos tendência a sobre valorizar coisas sem importância, reclamar por tudo e por nada, estarmos descontentes sem motivo que justifique, até que, vivemos determinados acontecimentos, que nos marcam de tal forma, que passamos a ver a vida com outros olhos... Aprendemos a relativizar as coisas e, a ter consciência de como somos minúsculos, impotentes e que de um momento para o outro, o nosso mundo fica de pernas para o ar, um turbilhão de emoções nos invade e nos faz pensar e encarar cada dia e cada momento como único.

Todos os pais já ouviram falar de MORTE SÚBITA, um monstro que assola desde o primeiro minuto de vida dos nossos filhos... Acontece sem que nada a faça prever e muitas vezes damos por nós a ficar alguns minutos em suspenso a ver se o nosso pequena rebento respira....
No entanto, achamos sempre que acontece aos outros e que apesar de sabermos que acontece não sentimos a sua real ameaça. Até que... quando menos esperamos, alguém muito próximo de nós passa por isso!!! Que crueldade... Uma mãe que depois de tantas provações tem o seu bebe nos braços e ao fim de apenas alguns dias o perde da maneira mais atroz, cruel e vil! E pensamos, que raio de vida é esta??? O sofrimento deve ser gigantesco, deve corroer por dentro... Só de imaginar dói... Revoltamos-nos, deixamos de acreditar... Questionamos, PORQUÊ???
A nós, que estamos próximos, só nos resta suportar, ouvir, apoiar, dar força e espaço, tempo para que a ferida sare e fazer tudo por tudo que estes pais se recomponham com coragem para continuar este caminho, que por vezes é demasiadamente sinuoso....

Apenas concluo que, acontece porque tem que acontecer e nada que façamos poderá impedir... A esperança é que a roleta não aponte para o nosso lado...
E que, de uma vez por todas, aprendamos a dar valor a todos os microsegundos da nossa reles existência....

Sem comentários:

Enviar um comentário